• Home
  • >
  • Implante de Marcapasso Ressincronizador

Implante de Marcapasso Ressincronizador

O que é um Ressincronizador Cardíaco?

É um tipo especial de marca-passo, projetado para estimular os ventrículos em mais de um ponto, utilizando vários eletrodos. Geralmente estes são posicionados de maneira a estimular os ventrículos direito e esquerdo simultaneamente ou com intervalos programáveis, proporcionando melhora do sincronismo entre os dois. Em 1999, Dr. Pachón recebeu um prêmio internacional na Alemanha por ter criado uma técnica inovadora de ressincronização cardíaca, sendo esta utilizada atualmente no mundo todo.

Quem pode se beneficiar com o implante de um Ressincronizador Cardíaco?

Pacientes que apresentem insuficiência cardíaca de difícil controle clínico-medicamentoso (aqueles que permanecem com os sintomas, as limitações e necessidade de reinternações hospitalares, apesar do tratamento) e que, à análise do eletrocardiograma e/ou ecocardiograma, apresentem perda importante do sincronismo e força do coração.

Os resultados são imediatos?

Os resultados são imediatos e tardios, sendo que alguns pacientes notam a melhora nos primeiros dias, ao passo que outros perceberão somente com o passar de semanas ou meses. O trabalho constante do ressincronizador a cada batimento, agindo juntamente com as medicações ideais para a insuficiência cardíaca, promovem o chamado “remodelamento reverso”. Nesta situação o coração pode retornar à sua forma e função normal, porém o ganho é lento e gradual, e depende muito dos cuidados do próprio paciente, o qual poderá contribuir de forma decisiva para a melhora precoce dos sintomas, seguindo todas as orientações médicas.

Existe comprovação do benefício da ressincronização cardíaca?

Sim, muitos trabalhos médicos mundiais vêm mostrando e comprovando os benefícios tanto com melhora dos sintomas como com diminuição de riscos cardíacos, naqueles pacientes que foram corretamente tratados com esta terapia.

Como é feito o implante? É necessário realizar cirurgia cardíaca para o implante?

A equipe da SEMAP realiza o implante deste tipo de marca-passo nos pacientes após criteriosa avaliação. Salvo em casos muito delicados e/ou que apresentem dificuldades extremas de acesso aos vasos do coração, o implante é feito de maneira minimamente invasiva, sem a necessidade de cirurgia cardíaca.

A cirurgia é realizada com anestesia geral e os eletrodos (2, 3 ou até 4) são implantados no coração guiados pela scopia (Raio X). Alguns desses eletrodos são implantados dentro de veias específicas do coração para melhorar o rendimento do músculo, sendo necessário equipamento especial para este implante.

O que mais esses novos aparelhos podem fazer para ajudar o paciente com insuficiência cardíaca?

Além de todo o benefício explicado anteriormente, as novas gerações de ressincronizadores vêm proporcionando melhor qualidade de vida aos pacientes por monitorar possíveis descompensações, por exemplo. Diariamente o aparelho faz medidas indiretas da quantidade de líquido acumulado no pulmão e um sinal sonoro (“bip”) pode ser programado para alertar o paciente sobre possíveis acúmulos indesejáveis, fazendo-o contatar seu médico para orientações, antes que ocorra uma descompensação franca que necessite de internação. Adicionalmente, alguns aparelhos podem também alertar possíveis infartos, proporcionando o tratamento rápido, minimizando as consequências mais sérias.