• Home
  • >
  • Cardioestimulação Trans-Esofágica

Cardioestimulação Trans-Esofágica

A Cardioestimulação transesofágica é um método que foi idealizado e desenvolvido pelo Dr. Pachón. É um exame utilizado para identificar arritmias supraventriculares, podendo também ser utilizado para a reversão de uma taquicardia supraventricular sustentada.

Para sua realização utiliza-se um fino eletrodo de silicone que é introduzido pelo orifício nasal, através do qual obtém-se o registro da atividade elétrica do coração e ao mesmo tempo é possível estimulá-lo.

A estimulação se faz através de um equipamento especial e o registro é feito através de um eletrocardiograma computadorizado também especificamente desenvolvido pelo autor. O exame é bem tolerado e dura em média 30 minutos. O paciente deverá estar em jejum de 4h e deverá ir ao hospital com uma camisa aberta na frente para permitir a conexão do eletrocardiograma. Durante a CETE, os portadores de taquicardia poderão apresentar uma taquicardia controlada sendo imediatamente registrada e revertida pelo equipamento, permitindo assim o seu diagnóstico preciso. Indicações principais:

Pacientes com palpitações ou taquicardias ainda sem diagnóstico;
Pacientes com suspeita de disfunção do marca-passo natural;
Pacientes com tonturas ou síncopes sem diagnóstico;
Reversão de taquicardia supraventricular sustentada.

O exame é realizado a nível ambulatorial, ou seja, não é necessária internação e ao final, o paciente pode alimentar-se normalmente e retornar para sua casa. Os usuários de medicações antiarrítmicas deverão verificar com seu médico a possibilidade de suspender a medicação para não interferir no resultado do exame. Será emitido um relatório detalhado o qual deverá ser entregue ao médico solicitante para que o mesmo possa orientar a melhor terapêutica para o caso.

Equipamentos utilizados para realizar a cardioestimulação trans-esofágica. À direita, o estimulador trans-esofágico idealizado e construído pelo Dr. Pachón.